Com destaques para Concessões e Aviação Regional, a 7ª Edição da Airport Infra Expo reuniu especialistas no setor, autoridades e representantes de empresas da infraestrutura aeroportuária, além de contar com 243 seminaristas, 50 palestrantes, 76 reuniões nas rodadas de negócios, 37 marcas expositoras e ampla repercussão na mídia nacional.

Acompanhe o resumo do maior evento do Brasil dedicado à infraestrutura aeroportuária:

Sob o tema Desenvolvimento sustentável do setor aeroportuário brasileiro: Panorama atual e futuro, a Airport Infra Expo 2018 teve como foco o mercado aeroportuário brasileiro: 2011 a 2021 – início das concessões, crise econômica e consolidação do mercado – Projeções, perspectivas e realidade do setor.  Realizado em Brasília pela terceira vez, no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, no dia 26 de abril, o evento, organizado pela Sator e maior do Brasil dedicado à infraestrutura aeroportuária, contou com exposição, palestras e rodadas de negócios.

Empresas, governo e especialistas no setor participaram do evento. O painel de abertura contou com as participações de Paula Faria, Diretora Executiva da Sator e idealizadora do evento; Dario Rais Lopes, Secretário Nacional de Aviação Civil – SAC; Tiago Sousa Pereira, Superintendente de Regulação Econômica de Aeroportos – ANAC; João Marcio Jordão, Diretor de Operações da INFRAERO – Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária; Eduardo Sanovicz, Presidente da ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas; Major Brigadeiro do Ar Leonidas de Araújo Medeiros Junior, Vice-Diretor do DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo; Flavio Pires, Diretor-Geral da ABAG – Associação Brasileira de Aviação Geral; Ricardo Miguel, Diretor-Presidente da ABESATA – Associação Brasileira das Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo.

Dario Rais Lopes, Secretário Nacional de Aviação Civil (SAC), enfatizou que o objetivo das concessões no início era o de promover a infraestrutura para atender os grandes eventos, como a Copa do Mundo e Olímpiadas, por meio da construção de grandes aeroportos, como o de São Gonçalo do Amarante/RN, e que esses investimentos tem refletido positivamente na qualidade do atendimento aos usuários. No atual momento, a estratégia do governo está voltada para a desestatização e ações com foco nas concessões já realizadas e na melhora da gestão, tendo como objetivo alavancar o crescimento regional, visto que existem nichos regionais típicos, como por exemplo, os setores de turismo e do agronegócio. “Estamos fazendo uma série de estudos relacionados às mudanças na gestão da Infraero e que serão transmitidas ao próximo governo. Em relação às concessões, com a realização da próxima etapa o total de passageiros atendidos nesses terminais chegará a 70%, totalizando 13 aeroportos concedidos. Nesse cenário, a Infraero fará a gestão das demais 41 unidades”, argumenta.

Lopes também enfatizou a necessidade da criação de fundos privados, seguindo o exemplo da iniciativa privada, além de reforçar a necessidade de novas tecnologias, fundamental para a operacionalização nos terminais aeroportuários. “O desafio para o futuro é o de criar mecanismos para atender uma demanda crescente de passageiros, onde deveremos em menos de 10 anos chegar a 500 milhões ao ano, sendo fundamental a mudança no modelo de gestão, criação de fundos investimentos da iniciativa privada e a incorporação de novas tecnologias para atender esse novo cenário”, cita.

O Presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Eduardo Sanovicz, que também participou do Painel de abertura da Airport Infra Expo, reforçou a necessidade de uma regulação que siga os já praticados no mercado internacional e que a qualidade do serviço oferecido aos usuários e operadores seja adequada. “O desafio das novas concessões é garantir a qualidade sem aumentar os custos considerando que tivemos alta de tarifas de até 2000% na primeira rodada. Queremos avançar no sentido da Resolução 400 que trata das Condições Gerais de Transporte Aéreo e seguindo os modelos praticados no mercado internacional”, comenta Sanovicz.

Paula Faria, Diretora Executiva da Sator, empresa organizadora do evento, enfatizou a importância da colaboração para o desenvolvimento do setor. “Aproveito para anunciar a criação de uma plataforma de conteúdo voltada para o setor da infraestrutura aeroportuária e contamos com a colaboração das empresas, governo e entidades para que esse novo projeto avance”, cita.

Para acessar as fotos da AIE 2018, CLIQUE AQUI! 

Acompanhe, no SITE DA AIRPORT INFRA EXPO, as novidades do setor e tudo que estamos preparando para a edição 2019!

Obrigado, até breve e forte abraço!

Diretoria Airport Infra Expo.